Way Out: uma escravidão velada vivida na era da mobilidade

Way Out: uma escravidão velada vivida na era da mobilidade

A animação "Way Out" é o tipo de criação que nos faz refletir. Na verdade, quando o assunto é relacionamento no ambiente digital, muitas coisas ao nos

OLX e o Rap do Desapega: simples, divertido e funcional
A Saga do Viking Biörn
Só existe um tipo de deficiência: a atitude negativa #YourLife

A animação “Way Out” é o tipo de criação que nos faz refletir. Na verdade, quando o assunto é relacionamento no ambiente digital, muitas coisas ao nosso redor deveriam ser motivo de reflexão. Nosso comportamento está sendo “dirigido” por dispositivos que, na maioria das vezes, apresentam soluções inteligentes e para facilitar o nosso dia a dia.

O estranho é que nós usamos tantos aplicativos, tantas soluções mirabolantes e super tecnológicas, para nos ajudar a ter mais tempo e ser mais produtivo, que não dá pra entender como ainda sim, não conseguimos nos organizar. Nunca sobra tempo, pois o tempo que sobra, é preenchido com outros aplicativos e assim a vida segue, em uma escravidão velada em plena era da mobilidade.

E bom deixar claro que a intenção desse conteúdo não é ir contra a tecnologia e a evolução dos dispositivos móveis e, muito menos, da forma como nos relacionamos hoje, mas sim, fazer uma reflexão sobre o exagero e a falta de controle do ser humano que vem se rendendo de forma irracional a era mobile.

A animação foi criada pelo artista Yukai Du, ela aborda, como diz o post no Update or Die, um tipo de “escravidão velada” vivida na era da mobilidade.

Vale a pena assistir. Vale a pena refletir.

Mais sobre o artista e processo de criação de “Way Out”: http://ow.ly/HM6Oh

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: