O que um Rockstar pode te ensinar sobre Facebook Marketing

O que um Rockstar pode te ensinar sobre Facebook Marketing

O texto a seguir foi escrito em 2012 e revivido hoje, em 2015, com total pertinência ao tema. Um palco gigante. Muito bem iluminado. A plateia está e

Estratégia de liderança do Papa Francisco aplicada aos negócios
Como posicionar sua startup no Google+ Local
Quando o marketing de conteúdo não é a resposta

O texto a seguir foi escrito em 2012 e revivido hoje, em 2015, com total pertinência ao tema.

Um palco gigante. Muito bem iluminado. A plateia está ensandecida querendo Rock and Roll, querendo escutar a música com que eles se identificam, o estilo que eles vivem e defendem. Sim, se existe um público que tem fã de verdade, são eles, os “Roqueiros”, “Metaleiros”, “Headbangers” e por aí vai.

Vai começar o show de uma grande e muito famosa banda de Rock and Roll.

Um banda que se formou e amadureceu com anos de estrada. Discussões e troca de integrantes aconteceram durante a longa trajetória dessa banda até ela conseguir todos aqueles fãsFãs de verdade. Vestem a camisa e compram Cds originais porque realmente gostam e escutam. Cantam de cor a música mais famosa mas não deixam de escutar com o mesmo prazer e empolgação aquela música que a mídia e as gravadoras não gostaram tanto. Afinal de contas eles são fãs e se identificam com a banda. Danem-se as gravadoras. Eles são fãs de verdade.

O que os fãs querem?

Depois de todo grande show, os fãs vão atrás dos ídolos para pedir autógrafos e tirar fotos para guardar, pois aquele momento foi especial para aquele fã. Um fã de verdade, não alguém que foi lá porque pediram pra ele ir e escutar uma música que não gosta. Até acontece, mas logo depois do show, essa pessoa não vai mais escutar a banda e muito menos voltar no show para CURTIR a banda!

Só que uma coisa estranha anda acontecendo com algumas bandas depois do show. A maioria dos fãs estão indo embora sem pedir autógrafos. E é claro que, incomodados com isso, todos os integrantes da banda em um surto de “fracasso”, começam a correr atrás dos fãs, pedindo: “por favor, vocês não curtiram o show? Me pede um autografo, por favor! Eu sou demais! “

Pois é… bem estranho isso de um Rockstar pedir pra dar autógrafos, não acham?

E é isso que vem acontecendo com a maioria das marcas que estão subindo no gigante palco chamado: Facebook. Elas não tem repertório suficiente para mostrar para seus futuros fãs. Já querem os holophotes em cima delas. Deprimente. Mesmo não tendo a mínima noção de que cada  adquirido de forma errada, pode nunca mais voltar ao show e nem escutar o que ela tem a dizer. Não peça para que curtam você, apresente e segmente seu conteúdo. Pense na sua plateia!

Branding, relacionamento, Marketing, Social Media e todos esses nomes, não foram feitos para dizer de “boca cheia” e agregar “Status” ao seu “about” junto ao seu grupo social de interesse. São profissões e foram feitas para construir marcas que querem retorno real.

Então, pra encerrar essa analogia “viagem”  fica aqui uma dica valiosa com vocês:

Antes de subir no palco, gravem CD´s, construam uma história, montem um bom repertório e depois do show o retorno é certo. Seus fãs vão CURTIR a banda, comprar CD´s e, principalmente: vão falar bem de você.

Grande abraço a todos e até a próxima viagem!

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: