Redes Sociais: a ansiedade do pequeno empresário pelo ROI

Redes Sociais: a ansiedade do pequeno empresário pelo ROI

.  Redes Sociais para  pequenas e médias empresas pode parecer um tema batido e provavelmente você deve estar saturado de ver e-books e materiais que

Como criar um blog profissional pode te ajudar na carreira [Parte 2]
Facebook Marketing: Quando menos pode ser mais.
Periscope: use o app a favor da sua empresa

Redes Sociais para  pequenas e médias empresas pode parecer um tema batido e provavelmente você deve estar saturado de ver e-books e materiais que tratam do assunto.  

Alguns bons, outros, nem tanto, e outros que prometem te deixar milionário em uma semana…

Mas, desta vez, não é a ideia falar sobre a importância das empresas estarem presentes nas redes sociais, e muito menos traçar tópicos explorando estratégias e dicas para pequenos e médios empresários atuarem nelas.

Claro que o tema “estratégias de redes sociais para empresas” é um tema que ainda será muito explorado aqui no blog. Mas, vamos tentar abordar um pouco do outro lado da moeda.

Vamos tentar identificar e entender alguns dos possíveis motivos que fazem alguns empresários que contratam uma agência para trabalhar a comunicação nas redes sociais, não entenderem que, quando se está presente em uma rede social, como o próprio nome já diz, o mais importante é que elas sirvam como ferramenta de relacionamento entre marca e consumidor.

Não é atoa que o estudo e a definição de personas, brand persona, buyer persona é tão importante no início do planejamento de atuação de uma marca no ambiente digital.

E isso independe do seu segmento de mercado e tamanho da sua empresa.

Sabe aquela ânsia pelo retorno imediato que sempre aflora no empresário, um dia depois daquela reunião que você e sua equipe julgou tão produtiva e que pensou que ele tinha entendido tudo? Então, isso é responsabilidade sua.

A ansiedade é um sentimento extremamente normal da parte do empresário que investe em comunicação, seja ele um investimento feito com Marketing Digital e Redes Sociais, ou em estratégias de comunicação mais tradicionais. Por mais que muitos dizem entender sobre a importância do relacionamento, a ansiedade do dia-a-dia sempre prova o contrário.


Mas essa ansiedade é característica do pequeno/médio empresário?

redessociais-ansiedadeNão! Essa ansiedade é uma característica de qualquer empresário que não tenha um profissional/empresa transparente ao seu lado para reportar resultados bem definidos.

Vendem algo que não estão capacitados à entregar.

Infelizmente para o pequeno e médio empresário, muitas vezes os recursos são limitados e as estratégias restritas. O que faz com que não tenhamos tantos meios para se explorar a comunicação. E, exatamente por essa escassez de recursos, independente do meio em que o empresário esteja investindo, ele vai querer vender, e vai querer isso rápido.

Assim como você e sua empresa, ele também precisa pagar as contas no final do mês.


Mas, então, a culpa é de quem?

Não. Não é do empresário. Se ele investiu, ele tem mais é que cobrar por retorno, sim.

E agora vem a parte que você, provavelmente, pode ser que não concorde comigo. A culpa, muitas vezes, são dos profissionais e empresas que estão vendendo o que não podem entregar.

Estão se profissionalizando por meio de e-books que prometem transformar uma plataforma de relacionamento social em máquinas de vendas em semanas. O problema é que se começarmos a alimentar e propagar uma cultura de comunicação social online, focando apenas em vendas e ignorando o fato de estarmos lidando com pessoas, e pessoas mudam; estamos criando monstrinhos que farão de suas redes sociais, vitrines.

redessociais-culpaA venda deve vir sim, de plataforma sociais, mas para isso existem outros meios e estratégias. Não vamos alimentar a ansiedade do empresário. Vamos ensiná-los como as coisas funcionam e ser mais transparentes.

Hoje em dia é muito comum você conversar com alguém, e esse alguém dizer para você que é freela de Social Media, cargo mais badalado do momento.

Isso é problema? De forma alguma, desde que ambas as partes envolvidas na negociação de uma contração: “Profissional de Redes Social x Empresa” tenham maturidade e competência para entender melhor sobre o que está prometendo e, principalmente, entregar resultados condizentes com a expectativa do cliente.

Existem excelentes profissionais freelancers no mercado de Rede Sociais. Mas, como nem tudo é perfeito, boa parte da turma que vem surgindo por aí ainda mostra um perfil um pouco imaturo e que se limitam aos e-books gratuitos. Tem muito conteúdo bom por aí, mas não podemos nos limitar somente a eles. Se você trabalha com comunicação, não dá pra engessar o discurso; as plataformas estão em constante mudança e as pessoas também.

É tentativa, erro e análise a todo momento.

Então a culpa é dos freelancers?

freelancer-agência-redessociais

Não. A culpa, na verdade, é de ambas as partes. Se o empresário paga X reais por mês para o freelancer ou para uma agência, e essa pessoa, ou agência responsável pela comunicação da empresa nas redes sociais, contratados, não são transparentes na entrega de resultados, o empresário vai continuar achando que comunicação nas redes sociais deve servir de máquina de vendas e não para relacionar-se com o consumidor.


Conclusão

Uma excelente analogia feita pelo Israel Degásperi, no Webinar “Os Desafios do Conteúdo Estratégico nas Mídias Sociais”, pode resumir e concluir com chave de ouro: Você chega em uma festa e sai gritando “hoje quero comer alguém!”. Não, né? Antes, aquela pessoa precisa conhecer o ambiente, se apresentar, conversar, se relacionar.

Desculpem a analogia. Reconheço que é um pouco pesada, mas é perfeita para explicar resumidamente como muita gente tem trabalhando conteúdo para empresas nas redes sociais.

Seja você agência ou freelancer, tente ser transparente sobre os objetivos definidos e estratégias que você vai planejar. Seja transparente na entrega de resultados. Mostre o que você será capaz de trazer de retorno para a empresa que te contratou e confiou no seu trabalho, mas, ainda sim, faça o seu cliente entender que quem não se relaciona no ambiente digital, pode até vender, mas também precisa investir em relacionamento.

Até o próximo post. 😉

COMMENTS

WORDPRESS: 3
  • comment-avatar

    Assino embaixo! Ótimo texto!

  • DISQUS: