Os desafios da produção de conteúdo em vídeo – Ep.07: RETENÇÃO | JobCast 76

Os desafios da produção de conteúdo em vídeo – Ep.07: RETENÇÃO | JobCast 76

Obs.: Como o vídeo ficou longo, criei uma legenda no YouTube que pode te ajudar a ir direto em alguns pontos específicos, assim como sugeri no episódi

Por que o e-mail marketing é essencial para a sua empresa
Os riscos do contexto político nas suas estratégias de mídias sociais
Avaliar um conjunto de ideias para abrir um blog corporativo

Obs.: Como o vídeo ficou longo, criei uma legenda no YouTube que pode te ajudar a ir direto em alguns pontos específicos, assim como sugeri no episódio anterior que falei sobre retenção em vídeos longos + texto.


No episódio de hoje, vamos tentar desmistificar algo que se consolidou na internet sobre retenção de conteúdo em vídeo: a obrigatoriedade de se produzir vídeos curtos.

A sugestão foi Cristiano Santos e eu achei extremamente relevante trazer o meu ponto de vista sobre o assunto. Então, como estamos falando do meu ponto de vista, sinta-se à vontade para discordar.

Desde que eu me entendo por produtor de conteúdo, sempre me deparei com esse questionamento. Não só com vídeos, mas com textos também.

Passei por uma época em que dizem que textos curtos eram os textos ideias, pois ninguém lia texto grande; o usuário é multitask. Essa era a desculpa para jogar a culpa na falta de retenção de um conteúdo, independente do formato.

Voltando aos vídeos…

Estabeleça uma conexão com uma pessoa, não com várias.

Entendo, perfeitamente, que reter a atenção de uma pessoa em um conteúdo, seja qual for o formato, é um desafio e tanto. Exige muito teste. Exige muito estudo.

No vídeo, que por sinal acabou ficando um pouco longo, rs, eu abordo com mais detalhes sobre alguns critérios implícitos sobre um conteúdo que precisa de retenção.

Abordei, também, um pouco mais da importância de sempre, sempre, termos um objetivo muito bem lapidado no planejamento de conteúdo, por mais simples que seja, e como esse objetivo precisa ser analisado sempre.

Creio que o ponto principal na hora de pensarmos em retenção, seja sempre levar em consideração que o nosso conteúdo precisa estabelecer uma conexão com um ser humano, mão com um número.

Não adianta apenas fazer o dever de casa, criar personas e publicar um conteúdo que não tem uma proposta nítida. Isso será ruim para ambos os lados: pra você, que não vai saber por onde começar a analisar os dados na hora de ver como melhorar a sua retenção e, pior ainda, pra pessoas que dispõe a investir o tempo dela para te dar atenção.

Enfim, se eu pudesse deixar uma dica pra quem quer entender melhor como reter uma pessoa assistindo o seu vídeo, essa dica seria: entenda mais sobre a sua audiência, mas não transforme essa pessoa em um número.

Deixe os números para os bastidores e para os padrões que você vai analisar depois de ter criado um conteúdo que tenha objetivo claro, mensurável e, principalmente, mutável.

Tanto pra você, quando pro usuário.

Vou ficando por aqui, muito obrigado pela sua atenção (caso tenha lido até aqui) e até o próximo conteúdo.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: