O meu maior ensinamento profissional de 2016

O meu maior ensinamento profissional de 2016

Se estiver sem tempo para ler, você também pode optar por escutar. :) 28 de dezembro de 2016: 39ª edição e último JobCast do ano. E que ano,

Linkedin para empresas : como se posicionar da maneira correta?
Modelos de Relatórios para Mídias Sociais: usar ou não usar?
Blogs como ferramenta de Marketing Pessoal | JobCast 18

Se estiver sem tempo para ler, você também pode optar por escutar. 🙂

28 de dezembro de 2016: 39ª edição e último JobCast do ano. E que ano, amigos, que ano.

Foram 39 videocasts produzidos, incontáveis caracteres, muitos estudos, pesquisas, horas dedicadas a aprender coisas novas, como editar, muitas e muitas insatisfações com o resultado estético final dos vídeos, investimentos não planejados em equipamentos, pensando na melhoria do conteúdo e na qualidade da entrega e por aí vai.

Foi um ano produtivo, eu diria.

O ano de 2016 apresentou-se tímido e, assim como quem não quer nada, transformou-se rapidamente no ano mais desafiador da minha vida profissional; um ano em que eu aprendi o verdadeiro significado da palavra empreendedorismo. Bom, pelo menos na minha visão.

O ano em que eu aprendi o verdadeiro significado da palavra relacionamento. E acreditem, não tem muito a ver com o que se acredita e se lê por aí.

Errei. Acertei. Tentei. Errei de novo. Pensei em largar tudo. Me dediquei insanamente em coisas inúteis. Em coisas úteis, também, claro. Retomei alguns projetos. Criei novos projetos e desisti de muitos projetos.

Transformei projetos em hobbies.

Se você me pedisse para definir 2016 em uma única palavra, sem sombra de dúvidas essa palavras seria: tolerância. Em duas palavras: foco e tolerância.

Vou considerar 2016, e aproveitar para deixar registrado neste post, o ano em que eu aprendi a ser verdadeiramente mais tolerante comigo e com as pessoas ao meu redor.

Aprendi que foco não é uma questão de concentrar-se, mas, sim, de optar pelo caminho produtivo, de maneira que possamos colher resultados saudáveis para nós e para os outros. Aprendi que foco não tem absolutamente nada a ver com excessos de aprendizagem ou produtividade, mas, sim, de seleção.

Aprendi a me concentrar no que realmente importa, a dar valor ao que realmente se tornará relevante na minha vida profissional e pessoal: a maneira com que nos relacionamos com as pessoas diariamente, desde a hora que você sai de casa, até a hora em que você retorna. Ah, e isso vale, principalmente, para o ambiente digital e nossa queria caixinha azul chamada Facebook.

2016 foi um ano que eu aprendi que, se existe algo no nosso meio profissional que realmente vale a pena, esse algo é o tal do relacionamento. Essa palavra tem um poder inexplicável.

Seja o relacionamento entre você e seu círculo de amigos, seja o relacionamento seu com seus clientes ou seja o simples relacionamento com desconhecidos.

Definitivamente, 2016 foi um ano de crescimento. De amadurecimento pra mim.

Fica registrado aqui, a minha gratidão por todos que, de alguma maneira fizeram parte desse crescimento e  da minha vida ao longo desses 365 dias INSANOS.

E sem maiores promessas, que venha 2017. E que seja tão foda quanto este que ano que se encerra daqui a 4 dias.
Muito obrigado pela sua atenção e até 2017, JobCast 40, segunda temporada.

COMMENTS

WORDPRESS: 2
  • comment-avatar

    Edson, passei apenas para desejar um excelente 2017! Parabéns pelo crescimento do blog. Aprendi bastante depois de assistir aos seus vídeos (Eu sou fã, sim!)! Feliz ano novo!

    • comment-avatar

      Olá, Andréa! Poxa, muito obrigado!

      É extremamente gratificante ler mensagens assim. Obrigado também por acompanhar os vídeos e sinta-se a vontade para sugerir temas.
      E, claro, também estou sempre de olho no Conversa de Português. 🙂
      Um feliz 2017 pra ti também. 🙂

  • DISQUS: