Marketing de Conteúdo: O desafio da ficha de poker na construção de marca
Marketing de Conteúdo: O desafio da ficha de poker na construção de marca

Marketing de Conteúdo: O desafio da ficha de poker na construção de marca

Hoje, a ideia é concluir o desafio que eu propus para vocês no vídeo passado: o desafio da ficha de poker para profissionais de Marketing de Conteúdo....

Quanto cobrar por projetos de Marketing Digital e Redes Sociais
JobCast 42 | Bate-papo com o D20in (1/3)
Como conciliar um blog e o emprego em tempo integral


Hoje, a ideia é concluir o desafio que eu propus para vocês no vídeo passado: o desafio da ficha de poker para profissionais de
Marketing de Conteúdo.

Se você ainda não assistiu, recomendo que assista, pois vai te contextualizar não só sobre o desafio, mas, também, com a ideia central apresentada. Confiram o vídeo e, se tiverem um tempinho, abaixo eu complemento a minha ideia em texto.

Como dito no primeiro parágrafo, é um desafio para quem trabalha com Marketing de Conteúdo, mas, caso você não trabalhe, também é válido, pois vai te desafiar a uma autoavaliação sobre as mensagem que você transmite diariamente na internet.

Ambas as partes têm conexão direta com a ideia de que trabalharemos, o tempo todo, uma mentalidade de auto-observação sobre uma determinada mensagem ou, sobre as várias mensagens que emitimos diariamente por essa internet sem fronteira (por enquanto).

No primeiro vídeo, eu sugiro o desafio como forma de compressão pessoal de nossas atitudes, e, como o impulso de compartilhar conteúdo sem nos preocupa, pode estar nos posicionando na cabeça de outras pessoas de maneira distorcida. Ou de maneira que não transmita os valores que acreditamos.

Quem realmente somos. Ou como queremos ser vistos.


Muitos desses discursos que compartilhamos na internet são atrelados a sentimentos imediatos e impulsivos.

Seja um simples MEME para se afirmar a favor de alguma causa que, por menor que seja, ainda sim, fará esse papel de posicionar a sua imagem para os seus vários contatos de alguma maneira, queira você ou não.

Muitas pessoas estão em constante gestão de crise pessoal na internet e ainda não perceberam.

Falando em crise…

Uma pouco mais “grave,”, na minha opinião, são os discursos de ódio, carregados de certezas, sendo que, se existe algo que nós precisamos compreender, é que cada mente é um universo e, como já disse por aqui, nós não temos o direito de escolher o que as pessoas gostam ou apoiam.

O respeito é um bom atributo para se trabalhar marca, quando o assunto é marketing pessoal.

O que esse tal de desafio tem a ver com isso? Muita coisa. Por que ficha de poker?

Porque cada uma tem um valor e ganhar ou perder não é apenas uma questão de sorte, é estratégico.

O desafio da ficha de poker tem exatamente essa ideia; fazer um filtro de autoavaliação sobre o teor das nossas mensagens.

No segundo vídeo, a ideia é criar um link direto com o que as marcas estão produzindo na internet.

Será que esse conteúdo que está sendo criado, principalmente dos pequenos e médias negócios, estão de acordo com a proposta de valor que a empresa prega?

O perigo dos indicadores APENAS vaidosos no Marketing de Conteúdo.

Será que esse conteúdo que está sendo publicado, todos os dias, tem coerências com o posicionamento da empresa, ou está apenas seguindo o fluxo cego de buscar indicadores vazios e vaidosos?


Vale a reflexão, certo?

Toda marca precisa de um posicionamento e, com esse posicionamento, ela precisa de um tom de voz para conversar com a sua audiência.


Obs.: Tom de voz e posicionamento são assuntos que renderia um blog a parte, por isso, vou abordar o tema de maneira muito resumida, para contextualizar com a ideia deste conteúdo, ok?

Não podemos deixar que as mensagens produzidas sejam vistas como novas atualizações engessadas pelas ideias de infográficos de melhores horários.

Internet não é TV pra ter horário nobre. Ou você tem um tom de voz coerente com a sua proposta de valores e objetivo de negócios, ou vai acabar confundindo a sua audiência e gastando todas as fichas e, no final do jogo, assim como no poker, perder muito dinheiro.

Reflitam.

 

Eu vou ficando por aqui, muito obrigado pela sua atenção e até o próximo conteúdo.

COMENTÁRIOS