Modelos de Relatórios para Mídias Sociais: usar ou não usar?

Modelos de Relatórios para Mídias Sociais: usar ou não usar?

De todos os vídeos dessa série, eu arrisco dizer que esse tema é o que eu mais me deparo quando o assunto é mídias sociais. Modelos de relatório

Marketing de conteúdo de qualidade para o seu e-commerce
Marketing Digital: sua empresa pode estar perdendo mercado
Blog Corporativo – Por que um blog? (PARTE I)

De todos os vídeos dessa série, eu arrisco dizer que esse tema é o que eu mais me deparo quando o assunto é mídias sociais. Modelos de relatórios: usá-los ou não usá-los para otimizar o meu tempo?

Não existe uma regra. Muito menos receita de bolo para os seus relatórios.

O primeiro passo é você, profissional responsável pela gestão das mídias sociais do seu cliente, entender que o principal objetivo de um relatório precisa ser o foco na entrega, de maneira legível, sobre os resultados que foram obtidos com o investimento que a marca contratante depositou nas mídia sociais. Obtidos e acordados entre você e o seu cliente.

Eu gosto de simplificar e dizer que existem dois caminhos bem simples que podem ajudar quem tem a dúvida do “uso ou não uso modelos prontos”, para que você decida com sabedoria como vai reportar os resultados no seu relatório: o estratégico e o objetivo.

O simples e o customizado

Linhas de pensamento para a definição simplificada de relatórios

Mesmo que ambos os objetivos e resultados reportados no seu relatório precisem ser estratégicos e objetivos, como já ditos por aqui algumas vezes, essa é uma maneira que gosto de planejar escopos de projeto, logo no início do planejamento, quando saio de uma reunião com o cliente.

Relatório Simples vs. Customizado

Relatório simples: Os indicadores são fixos e básicos  

Não pense em modelos. Pense em tipos.


Um projeto que envolva indicadores objetivos e diretos dentro da gestão, como crescimento de audiência, por exemplo, é um tipo de atuação que não envolve muita estratégia, e que você não vai precisar alocar muitas horas para conseguir definir e planejar uma gestão ideal.

Normalmente você vai trabalhar a mídia programática e um bom planejamento editorial e fazer testes sobre a atuação.  Lembre-se: não existem regras e cada caso é um caso. Mas se você já trabalha com gestão de mídias sociais, sabe que existem KPIs que já vem praticamente com a linha estratégica definida e o que vai mandar são os testes.

Nesses casos eu não vejo problemas em elaborar um modelo de relatório. Afinal de contas você precisa reportar e comparar indicadores básicos da atuação. No final do mês o cliente quer ver se X ou Y tiveram um crescimento significativo e o que esse crescimento significou para o negócio.

Então, escolha uma ferramenta, elabore um modelo legível e use-o.

Sempre que puder explicar ou resumir em palavras um pouco da sua atuação, faça. Insira números, gráficos e etc,  mas não esqueça das palavras.

Importante: com ou sem modelo pré-definido, não deixe de inserir análises comparativas dos resultados.  Reportar resultados isolados pode confundir a pessoa responsável por interpretar o seu relatório e gerar dúvidas sobre a efetividade do investimento, por mais simples que sejam os seus objetivos alinhados.

Relatório customizado: Os indicadores são estratégicos e mutáveis

Normalmente, em projetos maiores, e que o cliente detém de um investimento em mídias sociais mais significativo, além da cobrança por resultados relevantes e que impactem direto no negócio, as possibilidades estratégicas são mais amplas. E, com isso, é meio complicado você modelar uma entrega, concorda?

Ao contrário do caso descrito acima, você terá uma gama de indicadores específicos e, muitas vezes, mutáveis de acordo com as novas tomadas de decisão da empresa.  Mesmo entendendo que hoje em dia nós temos excelentes ferramentas que nos possibilitam a configuração e automação de relatórios para otimizar o nosso tempo, em casos mais estratégicos e que a mensuração é variável, é a sua análise que vai fazer a diferença.

Não adianta você ter um mar de dados se não sabe surfar. (acho que já usei essa frase por aqui. Eu gosto dela 🙂 )

Por isso, nesses casos, jovem padawan, o modelo pré-definido para os seus relatórios, na minha opinião, não são recomendados.

Não me entenda mal, não estou dizendo que cada mês você precisa de um relatório diferente. No entanto, cada mês você poderá reportar novas soluções para solucionar o que foi demandados para você.

Concluindo…

O que vai valorizar de verdade o seu relatório, em ambos os casos, é a entrega do que foi contratado. O planejamento vai dizer o que você precisará reportar, mas, como reportar, vai depender muito mais da mensuração e análise do que da automação e modelos.

Se você chegou até aqui, muito obrigado pela sua atenção e até o próximo conteúdo!

relatórios-mídias-sociais

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: