Qual o modelo ideal em um Planejamento?
Qual o modelo ideal em um Planejamento?

Qual o modelo ideal em um Planejamento?

Entenda o seu contexto

Não busque por modelos, entenda o contexto do que você está prestes a Planejar

O fim do Profissional de Mídias Sociais: O Postador
Influenciadores Digitais: o que mensurar na estratégia?
Os riscos do contexto político nas suas estratégias de mídias sociais

Será que existe um modelo ideal para iniciar um Planejamento de Comunicação?

Com toda essa recente abertura do mercado de comunicação, principalmente no contexto digital, um comportamento tem se mostrado comum entre muitos profissionais e amadores: a busca por modelos, tabelas e planilhas que facilite e organize o nosso trabalho. Aqui no blog mesmo você vai ver uma série de modelos de planilhas bem úteis. 

No entanto, é bom nos atentarmos para algo importante: ferramentas são feitas para aplicarmos linhas de pensamento organizacionais estratégicas já definidas FORA delas.

No planejamento, pelo menos, eu posso te garantir que não existe modelo pronto. O que existem, são inúmeras metodologias possíveis de serem aplicadas na sua estratégia de comunicação.

No vídeo abaixo eu explico um pouco melhor.

A melhor direção para o seu planejamento

Comece respondendo a pergunta mais importante de todas, dita em um dos vídeos passados: qual o problema eu preciso resolver.

Vai parecer repetitivo ficar batendo sempre nessa tecla (e talvez fique mesmo), mas, sem uma resposta coerente para essa pergunta, você pode ter em mãos as melhores ferramentas, o melhor cronograma que, no final da trajetória da sua comunicação o resultado não será satisfatório.

A melhor maneira de identificar o modelo ideal é conhecendo e estudando vários modelos. Tendo acesso a várias linhas de raciocínio diferentes. Como?

Estudando. Não existe outra maneira.

A melhor maneira de aplicar um modelo que se julga ideal é entendendo que o seu planejamento precisa não apenas conectar os pontos A e B, mas também visualizar na sua trajetória os vários desvios que virão pelo caminho.

Tanto os desvios a serem evitados, quanto os desvios a serem aproveitados. Todo Planejamento precisa ser visto como um organismo vivo.

Não é planejar e jogar na gaveta.

Não é aprovar com o cliente e comemorar. é saber que ele vai precisar de atenção durante todo o período de aplicação ativa.

Resumindo: trabalhe e exercite um mindset não estático, pois não existe uma direção ideal. Você pode, inclusive, discordar de tudo que eu disse nos parágrafos acima.

Cada cliente é um cliente, cada mercado é um mercado e cada profissional de planejamento suga de fontes de insights diferentes.

Obrigado pela sua atenção e até o próximo conteúdo.

COMENTÁRIOS