Marketing de Conteúdo: os dois “únicos” tipos de conteúdo
Marketing de Conteúdo: os dois “únicos” tipos de conteúdo

Marketing de Conteúdo: os dois “únicos” tipos de conteúdo

Vamos, por enquanto, “ignorar” todas as estratégias, formatos e tipo de conteúdos que podemos produzir dentro de uma estratégia de Marketing de Conteú...

Quanto cobrar por projetos de Marketing Digital e Redes Sociais
Os Desafios da Produção de Conteúdo em Vídeo – Ep.04: rotina
[Workshop] Produção de conteúdo em vídeo – Ep.09: Planilhas de Organização | JobCast 78

Vamos, por enquanto, “ignorar” todas as estratégias, formatos e tipo de conteúdos que podemos produzir dentro de uma estratégia de Marketing de Conteúdo.  Principalmente se você é adepto de fórmulas e conteúdos que convertem.

Por que? Simples, porque a primeira pergunta que você se deve fazer, é: o meu conteúdo é atemporal? Quanto tempo a mensagem que você está se dedicando a produzir vai contribuir com as pessoas que encontrarem o seu conteúdo?

Qual o prazo de validade do seu conteúdo? Esse é o assunto do JobCast de hoje. Se tiver um tempinho, logo abaixo tem um texto complementar que pode ser útil para você, caso você trabalhe com Marketing de Conteúdo.

Entendo, perfeitamente, que, quando o assunto é produção de conteúdo para internet, devemos estar sempre atentos as novidades do nosso segmento de mercado com o intuito de trazer conteúdos atuais.

No vídeo eu explico um pouco melhor sobre a importância de se considerar os famosos “hypes” na sua linha editorial de conteúdo, por isso, no texto complementar eu só gostaria de reforçar os “perigos” de não se atentar para esse equilíbrio entre um conteúdo atemporal e um conteúdo que vai ser útil por 3, 2 ou até mesmo, uma semana.

Quem trabalha com Marketing Digital e produz conteúdo sobre esse segmento, sabe bem disso. Toda semana temos atualizações e assuntos interessante e que nos permitem uma linha editorial de conteúdo bastante dinâmica e com “hypes” a todo momento.

A minha recomendação é que você desenhe uma pirâmide para equilibrar as demandas que você tem quando vai produzir conteúdo e consiga visualizar de maneira fácil, quantos % do seu tempo está sendo dedicado a produzir conteúdos com curto prazo de validade e quanto do seu tempo está sendo dedicado a produzir mensagem atemporais, e que vão continuar vivas e ajudando a sua audiência por um, dois ou três anos.  Ou pra sempre, por quê não?

Ou, no mínimo, um conteúdo que possa sofrer manutenções para mantê-lo úteis quando as pessoas encontrarem ele.

Em breve falarei um pouco mais sobre a “pirâmide” (atualizando este mesmo post) citada há alguns parágrafos acima, no momento só gostaria que você começasse a observar o que você produz, levando em consideração tudo que foi abordado neste conteúdo.

Eu vou ficando por aqui, muito obrigado pela sua atenção e até o próximo conteúdo.

COMENTÁRIOS