5 dicas de marca pessoal para o Linkedin

5 dicas de marca pessoal para o Linkedin

Como encontrar trabalho. A cada mês, milhares de brasileiros procuram a resposta na internet. Mas encontroam apenas listas intermináveis ​​de anúncios

4 KPIs importantes para o Twitter
Blog Corporativo – Por que um blog? (PARTE I)
7 regras de ouro para ter mais credibilidade com o blog da empresa

Como encontrar trabalho. A cada mês, milhares de brasileiros procuram a resposta na internet. Mas encontroam apenas listas intermináveis ​​de anúncios que quase sempre terminam com salário a ser determinado, estágio não remunerado, salário compatível com a capacidade: expressões ambíguas que dificilmente levam a oportunidades reais.

O LinkedIn não diz como encontrar trabalho. Ainda …

O Linkedin é, até à data, a rede social profissional mais popular, através do qual a olhamos para as oportunidades de trabalho e negócios. Conhecer o melhor uso e conhecer as estratégias mais interessantes se torna muito importante, especialmente em tempos de crise!

Inspirado por um interessante post, Como fazer grandes conexões no LinkedIn e, por experiência pessoal, aqui está uma lista de 5 dicas para se posicionar melhor e usar a plataforma para a sua própria marca pessoal.

1. Preencha o seu perfil

Esse é o básico do básico, mas grande parte ainda esquece.  O sistema te mostra uma percentagem indicada de conclusão. Coloque as experiências que enriqueceram e formato, deixando os mais curtos (algumas semanas, normalmente relacionadas com bolsas de estudo ou pequenos projetos podem ser adicionados em “prêmios”) ou menos importante.

Uma limitação da plataforma não é dar a oportunidade de pedir o que tem sido feito em diferentes áreas, dependendo da importância do trabalho e do prestígio da organização.

Neste caso existem duas dimensões importantes:

  • Seja interessante: um erro típico não é incluir uma breve descrição da experiência. Especialmente para as profissões mais recentes (como as relacionadas com a mídia social) gastar 5 minutos contando as tarefas e da jornada de trabalho por dia é crucial.
  • Criar e comunicar de forma coerente: dar mais visibilidade às experiências relacionadas a um campo específico, a fim de oferecer como é competente em uma área particular. Especialmente com a proliferação de novos tipos de contratos, graus e oportunidades de formação, criadores procuram perfis que foram capazes de identificar o seu próprio caminho profissional.

2. Seja realista

Uma coisa é criar um perfil bem escrito e abrangente, outra é se denominar “guru” do seu setor. Sempre procure uma coerência entre o que você é, e você sabe que você pode fazer e o que você diz que é, e sabe fazer e assim por diante.

3. Participar

O objetivo do Linkedin é capacitar sua marca pessoal, criação de conteúdo valioso paralelo que enriquece as várias comunidades profissionais. É ainda uma rede social. Publique em suas atualizações do perfil que parecem mais interessantes (lógicas e interativas) ou que falam de você/que você criou (sem abusar da autopromoção.).

Inscrever-se para grupos de acordo com os temas que mais lhe interessam e que você acha que pode dar-lhe informação interessante e, se eles não existirem, criá-los ad hoc. Uma vez lá dentro, se envolver e explorar as várias guias: uma discussão aberta, promover um curso que parece interessante etc., tudo em conformidade com a política interna.

4. Conecte … usar a cabeça

Você já se conectou ao Linkedin, entrou suas habilidades, verifica diariamente o bom conteúdo do post, e às vezes também é interessante escrever alguns comentários agradáveis ​​nesse grupo que você acha que é certo para você. É hora de expandir a sua rede de contatos! Fácil de dizer, mas não feito.

Se você encontrar um perfil que você não conhece, mas que você acha que pode ser útil de alguma forma, se conectar indicando as suas razões: mostre a verdadeira razão pela qual você deseja inserir na sua rede.

O importante é escrever a mensagem de convite, e não deixe que o texto padrão.

5.Cultive sua rede

networking

Depois de algum tempo, você percebe que você tem uma rede qualitativa e quantitativamente interessante. Não deixe ‘murchar’, as conexões são crescidas!

A gestão da rede ocorre, pelo menos, a dois níveis:

  • Quando você aceita uma pessoa ou ela aceita você, escreva a ela para iniciar um valor da interação sobre questões de interesse para ambos.
  • Na vida cotidiana, se você tiver a necessidade de algo e você acha que alguém na sua rede pode oferecer a você, não hesite! É outra ótima maneira de ir de um ponto fraco para um mais forte.

Você já tentou encontrar trabalho usando Linkedin? Você foi capaz de alavancar a sua rede de contatos para “furar a fila”? Você teve surpresas ou decepções? Conte-nos sobre isso: os comentários estão à sua disposição.

COMMENTS

WORDPRESS: 4
  • comment-avatar

    Novo artigo => 5 dicas de marca pessoal para o Linkedin http://t.co/Rv2fjPefZ9

  • comment-avatar

    Novo artigo => 5 dicas de marca pessoal para o Linkedin http://t.co/7PhtQXrWs7

  • comment-avatar

    5 #dicas de #marca #pessoal para o #Linkedin http://t.co/p7aJp6TKbr^LN @brunounix @Novo marketing #oportunidade #negocios

  • comment-avatar

    Muito bom o artigo.

  • DISQUS: