O Inbound Marketing e a falta de equilíbrio estratégico

O Inbound Marketing e a falta de equilíbrio estratégico

Que o Inbound Marketing tem se destacado e vem ganhando a “preferência” nas estratégias de comunicação de várias empresas, como principal estratégia n

Marketing Digital para iniciantes: uma dica pro resto da carreira!
Facebook Marketing: sua marca é bem avaliada?
Influenciadores Digitais: a audiência não é o mais importante

Que o Inbound Marketing tem se destacado e vem ganhando a “preferência” nas estratégias de comunicação de várias empresas, como principal estratégia no ambiente digital, a gente tá cansado de saber. No entanto, existe um ponto que vem me chamando a atenção, e que precisa ser discutido por aqui: a falta de equilíbrio estratégico das ações. Confira no vídeo abaixo, um pouco da minha opinião sobre o assunto.

O Inbound Marketing é extremamente eficaz, mas, cuidado… Será que você tem mantido o equilíbrio estratégico necessário na sua comunicação?

Vamos falar um pouco mais desse tal equilíbrio…

Tudo começa com a falta de um planejamento que exerça o papel de olhar para o posicionamento de marca da empresa de maneira mais ampla e criteriosa, não apenas com o foco na captação de e-mails. Esse é um dos pontos que percebo nessa “cegueira sobre o Inbound”.

Lembrando: não sou contra e não estou dizendo que a sua empresa não deva fazer ou produzir conteúdo com o objetivo de captar leads, nutri-los e por aí vai. O que estou pontuando, ou melhor, deixando como sugestão, é: tenha equilíbrio, jovem padawan, tenha equilíbrio.

Tratar as pessoas como leads, por melhor definida seja a(s)  sua persona, não é o único caminho.


Inbound Marketing: Automação sem estratégia é arriscado

A automação de Marketing, um dos critérios básicos na operação das recentes estratégias de Inbound Marketing, que estamos começando a ficar um pouco saturados, pode ser perigosa se tratada de maneira fria e isolada.

A automação de Marketing, independente de onde for aplicada, ajuda, e ajuda muito nos processos de comunicação de qualquer ação na internet, não tenha dúvidas. No entanto, é importante que tenhamos em mente que precisamos sempre de um norte estratégico e um direcionamento que possa ser distribuído, equilibrado, com outros objetivos de negócio; em outros objetivos que, com certeza a empresa precisa transmitir dentro do escopo de comunicação, que fará o papel da consolidação e construção de marca, principalmente quando o assunto é comunicação no ambiente digital.

Automação sem Planejamento Estratégico, não funciona.

Ou melhor, pode ser arriscado e, a longo prazo, surtir um certo efeito de esquecimento das pessoas sobre a real proposta de valor da sua marca. Toda empresa precisa de uma proposta de valor. Toda empresa precisa de um posicionamento bem estabelecido.

Quer fazer Inbound Marketing? Planejamento será a alma da sua estratégia

A verdade é que o Inbound Marketing não é tão novo quanto parece.

Inbound Marketing é eficaz e traz resultado? Sim. Mas, sem planejamento, pode ser que você consiga muitos contatos frios que, com o passar do tempo, não compreendam, ou tenham dificuldades de compreender quem é a sua marca no ambiente digital. 

Sim: eu sei que, pra resolver isso, existem estratégias de nutrição dos contatos, mas, ainda sim, precisamos lembrar que estamos lidando o tempo todo com pessoas, e as pessoas mudam. Tanto de e-mail quanto de comportamento.

Pode até ser que, talvez, essa percepção que alguns profissionais têm sobre o Inbound Marketing ser algo novo no mercado, seja pelo fato de hoje conseguirmos aplicar a metodologia com mais facilidade devido as várias ferramentas e maneiras de mensuração “inteligente” disponíveis no mercado.

Ou, talvez, seja empolgação mesmo. Nosso mercado tem se mostrado um mercado bastante democrático e acelerado com a entrada de novos profissionais atuantes, por isso, devemos considerar a “empolgação” para avaliar essa percepção de “novidade” sobre o Inbound Marketing.

Temos tecnologia e recursos para isso:  e é aí que mora o perigo, pensar o Digital como ferramenta e não como Cultura (isso já tá virando um mantra aqui no blog).

Vamos manter o equilíbrio. Como buscar esse equilíbrio? Através de planejamento estratégico, estudo de mercado e, principalmente: entendendo que pessoas não são leads.

Por isso, lembrem-se: vamos fazer Inbound marketing, sim, se couber nas estratégias e se o seu cliente realmente precisa que seja feito. Caso contrário, não se prenda a isso. Tem muita empresa que já compreende a importância desse equilíbrio, já outras…

Se você leu até aqui, muito obrigado pela sua atenção e até o próximo JobCast.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: