[Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes

[Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes

Taxa de rejeição é a porcentagem de visitas a uma só página, ou visitas nas quais a pessoa saiu do seu site da página de entrada (destino). Use essa m

Importância de um mentor nos negócios
Startups e blogs: Primeiros passos práticos
10 dicas para se tornar um Gerente de marketing digital exemplar

Taxa de rejeição é a porcentagem de visitas a uma só página, ou visitas nas quais a pessoa saiu do seu site da página de entrada (destino). Use essa métrica para medir a qualidade da visita – uma taxa de rejeição alta geralmente indica que as páginas de entrada do site não são relevantes para os visitantes.

O cálculo da taxa de rejeição do Analytics de um blog é feito por porcentagem, e mostra quantos visitantes entraram em seu blog, leram apenas uma página e já foram embora, sem clicar em mais nada. Esta é uma estatística que mostra com qualidade o interesse de seus leitores quando acessam seu blog: quando eles já vão embora ao ver apenas uma página, não estão realmente interessados no que você escreve.

taxaderejeicao

Mas algumas técnicas simples ajudam muito a segurar os visitantes em seu blog e, assim, você obtém muitas vantagens, como uma maior fidelização dos leitores ou maiores chances de alguém clicar em um anúncio que pense ser de seu interesse, por exemplo.

1 – Segure os Visitantes

Toda a otimização gira em torno disso: mostrar todo o conteúdo de seu blog rapidamente, para que ele possa se interessar por algo, clicar e ler mais do que uma simples página.

2 – Artigos Relacionados

Este é o primeiro passo para diminuir a taxa de rejeição do Analytics de seu blog. Ao fim de cada postagem, disponibilizar uma lista de 5 a 10 links para outros artigos que tratam do mesmo assunto é essencial para diminuir consideravelmente a taxa de rejeição de seu blog. Aqui, depois que passei a usar este método de artigos relacionados, tive uma queda de pelo menos 10% na taxa de rejeição no Analytics.

Para o WordPress, existem vários plugins que, à primeira vista, fazem o mesmo trabalho, mas geralmente se diferenciam na hora de escolher quais métodos são usados para relacionar os artigos.

Aqui eu uso (e recomendo) o WordPress Related Posts, que relaciona os artigos de acordo com as tags que foram usadas nas postagens. Mas, para usar esta opção, você geralmente precisa otimizar muito bem as tags dos seus artigos, para ter uma lista de relacionados realmente boa. Por isso, vale a pena refazer toda a sua nuvem de tags, e relacioná-las com eficiência.

Outros plugins também relacionam seus artigos de acordo com as categorias, títulos e muito mais, e não só usando as tags como base. É o caso do Yet Another Related Posts Plugin, que ainda quero testar.

Se você usa o Blogger, a Nosphie já tratou (faz tempo) sobre como disponibilizar os artigos relacionados nessa plataforma.

3 – Barra lateral é uma aliada

Esse local é visto pela maioria dos visitantes do seu blog, e você tem duas dicas para otimizá-la e obter uma rejeição menor:

  1. Use um plugin ou Widget para mostrar os últimos artigos postados, ou para disponibilizar os artigos mais vistos ou populares de seu blog. Estes últimos atraem muitas atenções, já que são o melhor conteúdo que você escreveu.
  2. Crie imagens para divulgar o melhor do seu blog, como Séries de artigos que você escreveu e que realmente podem ajudar a maioria das pessoas que acessam o seu blog e coloque isso na barra lateral.

4 – Artigos grandes ou pequenos

Dependendo do nicho, textos muito grandes podem deixar os visitantes com preguiça de ler, e estes provavelmente não acessarão mais nenhuma página sua, já que artigos grandes existirão por todo o seu blog. Isso acontece em blogs de humor, por exemplo. Você gosta de ler uma piada enorme?

Para o nicho “marketing” , creio que os artigos devem conter no máximo 1500 palavras, ou um pouco mais. Se um assunto que você precise escrever exceder essa cota, crie uma série de artigos.

E por falar em séries de artigos, estas podem prender muitos visitantes e diminuir sua taxa de rejeição, principalmente quando elas já estão devidamente prontas. Isso porque, ao ler o primeiro artigo da série, o leitor muito provavelmente buscará os outros textos que a compõem, para finalizar o entendimento do assunto. Ou vice-versa: se o visitante se deparou com o último artigo da série, quererá ver os primeiros.

5 – Otimizar a página inicial

Procure acrescentar apenas a introdução de seus artigos na página inicial, disponibilizando mais conteúdo em menos espaço para seus leitores. É o que eu faço aqui no Marketing Digital 2.0 se você já percebeu: apenas um parágrafo e uma imagem para cada artigo. Assim, posso mostrar pelo menos 2, 3 ou até 4 artigos no campo de visão de meus visitantes, ao invés de apenas 1.

Quanto mais conteúdo você conseguir mostrar em sua página inicial (no menor espaço possível, sem diminuir a qualidade da produção), mais opções o leitor terá para definir o que quer ler.

6 – Otimização de palavras-chave

Na maioria das vezes, a maior parte do tráfego de um blog vem dos buscadores, especialmente do Google. Claro que, para isso acontecer, precisamos efetuar um bom trabalho de SEO no blog em questão. Uma das principais técnicas de SEO é a otimização de palavras-chave. E essa otimização, se bem feita, diminuirá fortemente a sua taxa de rejeição. Isso porque, se as palavras-chave forem bem escolhidas, você só receberá visitantes em seu blog (mesmo que sejam poucos) que realmente queiram ler o assunto que você escreve.

Uma otimização errada (se levarmos em conta a taxa de rejeição) pode ocorrer quando o blogueiro só procura conseguir muitas visitas, mas otimizando uma palavra-chave que não costuma fazer parte do conteúdo de seu blog, principalmente buscando paraquedistas. Assim, quem atingir seu blog com essa determinada palavra-chave não buscará o assunto em questão. É o típico engano de conteúdo que temos ao procurar certos assuntos nos buscadores. Então, este tipo de visitante apenas abandonará seu blog, indo buscar o conteúdo que realmente procura em outro lugar.

Por isso, trabalhe apenas as palavras-chave que realmente irão atrair visitantes específicos e que busquem pelo conteúdo de seu blog, ou terá uma taxa de rejeição muito alta e, consequentemente, não atingirá um retorno esperado (seja ele financeiro ou de qualquer outro ramo), mesmo tendo grandes índices de visitações.

7 – Otimizar o Layout

Uma alta taxa de rejeição de seu blog pode mostrar que seu layout também não está colaborando. Os principais motivos de seus visitantes fugirem de seu blog sem clicar em mais nada é um tempo de carregamento muito grande (ninguém gosta de esperar demais, e logo cai fora), muitos anúncios e banners coloridos em todo canto ou também uma navegação muito ruim: quando os visitantes precisam decifrar onde encontrar as coisas, sem saber por onde começar a ler.

Portanto, a chave para um layout que diminua a taxa de rejeição é algo limpo e de fácil utilização, mas que mesmo assim mostre tudo o que seu blog tem de melhor.

8 – Trabalhar dentro do texto

Adquira o hábito de intertextualizar o conteúdo de seu blog. Ao longo de seus escritos, insira links para as categorias de seu próprio blog, ou para artigos que você já escreveu e que podem complementar o assunto que está escrevendo agora. Assim, muitos usuários clicam nestes links para adquirir mais conhecimento.

 9 – Cadê os links?

Quando você linka outros sites ou blogs, dê a opção de abrir as páginas em uma nova janela, pois assim os visitantes não precisarão sair de seu blog para entrar no conteúdo novo. Muitos podem esquecer de voltar à leitura de seu blog quando outros blogs são abertos na mesma janela.

Para os links internos (que apontam para o seu próprio blog), deixe a opção de abrir na mesma janela, pois isso ajuda na navegabilidade do usuário, que não precisará abrir trocentas abas para ler um mesmo blog.

10. Revisar conteúdos com altas taxas de rejeição:

Identifique as palavras-chave que estão trazendo as maiores taxas de rejeição para a sua página, revise os conteúdos das páginas de destino destas pesquisas e verifique o que pode ser modificado para melhorar sua qualidade.

11 –  Analisar a situação

Outra dica interessante, que encontrei no artigo sobre taxa de rejeições feito pelo Bruno Brizzi, no MundoSEO, é a pesquisa que você deve efetuar nos artigos que já estão publicados em seu blog, a fim de descobrir quais têm as menores taxas de rejeição (e quais têm as maiores) e procurar descobrir o padrão de escrita ou de otimização que faz estas páginas terem um alto ou baixo índice de rejeição.

Com isso, você pode mapear com eficácia a busca específica de conteúdo que seus visitantes fazem e, assim, diminuir a taxa de rejeição de seu blog, criando novo conteúdo baseado nas conclusões que você retirou analisando as páginas com menores índices de rejeição.

E claro, conteúdo de qualidade é sempre a melhor forma de manter seus leitores presos ao seu blog. Sem isso, nem perca seu tempo otimizando outras áreas de seu portal! Estude mais o assunto do seu nicho e só depois passe a escrever. Fazendo isso, e otimizando tudo o que foi dito aqui neste artigo, você consegue diminuir pelo menos 20% da taxa de rejeição de seu blog.

Aqui ainda estou incrementando algumas técnicas descritas acima, mas meu blog já teve a queda real de 20%, pois minha taxa de rejeição, que beirava os 72%, agora caminha quase que tranquilamente aos 50%. Efetue estas dicas e comprove isso no seu próprio blog!

COMMENTS

WORDPRESS: 12
  • comment-avatar

    Novo artigo => Como diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/MjExFzSl5R

  • comment-avatar

    Novo artigo => Como diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/VYq8XhlqOE

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/5Exm4De8es

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes – Taxa de rejeição é a porcentage… http://t.co/5e4u400HtT

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes – Taxa de rejeição é a porcentage… http://t.co/CZiClcbbL9

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/cu7WUu1gPn via @101startup

  • comment-avatar

    Como diminuir a #taxa de 3rejeição com pequenos ajustes http://t.co/kNGNhMA6d0^LN @101startup @brunounix

  • comment-avatar

    O mantra é: Otimizar
    Como diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/ofH1Dkq8MA

  • comment-avatar

    Bom artigo.
    Com certeza, tentar diminuir a taxa de rejeição é muito importante e um dos fatores que o Google utiliza para rankear o blog.

    Sucesso.

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/vPIOEQtmAH #marketingdigital #midiasocial

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes – #marketingdigital http://t.co/IqPcpFgM8E

  • comment-avatar

    [Como] diminuir a taxa de rejeição com pequenos ajustes http://t.co/bn7O4CxhLM #midiasocial

  • DISQUS: