O Big Data é o futuro do marketing de conteúdo e da experiência do cliente?

O Big Data é o futuro do marketing de conteúdo e da experiência do cliente?

Uma vez que todos já perceberam que o conteúdo de qualidade pode fazer a diferença tanto para os mecanismos de busca quanto aos usuários, notícias, an

Desenvolva os clientes antes de Desenvolver o produto
Social Media Killer: cuidado, eles são perigosos
Validar sua ideia antes de abrir sua startup pode salvar seu negócio

Uma vez que todos já perceberam que o conteúdo de qualidade pode fazer a diferença tanto para os mecanismos de busca quanto aos usuários, notícias, análises, entrevistas, vídeos e infográficos inteiramente dedicados ao marketing de conteúdo têm aumentado.

E as marcas estão adotando cada vez mais essa filosofia:  as empresas agora são vistas não só como anunciantes, mas como editoras reais que lançam perspectivas e propostas de valor para os clientes para manter viva a sua marca.

Mas, para obter esta nova tendência, perdeu se um pouco do senso que está por trás da criação de uma estratégia: A análise através da utilização do Big Data.

Fotolia_81924324-compressor

Uma das últimas da tendência de Marketing de Conteúdo refere-se à capacidade de implantar o Big Data e permitir aos usuários navegarem e interagirem com esses dados.

No entanto, esta nova forma de análise do produto na Internet tem como fonte a crescente disponibilidade de dados para encontrar e contar histórias recebendo pontos de vista que são convincentes.

O mundo do Big Data oferece a oportunidade de ter novas perspectivas e contar histórias de novas maneiras, atraentes e relevantes. Você só tem de aproveitar a oportunidade!

Big Data e a agitação social

sportbuzz

A vantagem de ter acesso em tempo real a trending topics e acesso instantâneo às notícias no qual está interessado é um raciocínio muito válido e extensível a qualquer setor de mercado e qualquer canal, a partir da mídia social.

Estamos imersos em um mundo em que tudo é medido, estudado e analisado e tudo é acompanhado cada vez mais por poderosos softwares para análise de redes que agem como um amortecedor para comunicar os resultados.

Observação e análise do mesmo, pode esculpir informações importantes para criar mensagens mais personalizadas e úteis para os consumidores interceptarem e se envolverem.

Existe uma ferramenta, por exemplo, útil para descobrir o trend topics em tempo real de seu esporte favorito e ter acesso a informações de referência. O SportBuzz é atualizado dinamicamente de acordo com o zumbido em redes sociais sobre 10 esportes analisados: o tamanho das bolhas está relacionada com a quantidade de buzz  (o buzz é extraído do Twitter).

Cada bolha clicada permite ao usuário se aprofundar no tema, mostrando três artigos relacionados a este tema que tenham obtido o maior número de ações em mídias sociais, proporcionando assim os resultados mais relevantes no assunto. Útil para extrair dados quantitativos e usá-los nos planos de comunicação estrategicamente orientados.

5 benefícios de dados quantitativos

Na verdade, dirigir uma estratégia de conteúdo, pautada em big data é oferecer aos clientes algo novo e original. A Harvard Business Review divulgou uma pesquisa útil voltada para os benefícios de uma abordagem quântica para os dados. Vamos vê-los imediatamente.

1. Tráfego

Infográfico é o tipo de conteúdo que tem maior chance de ser compartilhado em mídia social, de modo a aumentar as exibições e oferecer valor real para os leitores espalharem as suas ideias e sua mensagem.

infograficos-compressor

Ao contrário de um post em blog, um display de dados ou um relatório tem mais do que habilidades “resistência”, especialmente se você escolher a palavra-chave no título com cuidado para que o artigo em questão esteja presente sempre que os usuários buscarem dados reais sobre um determinado tópico.

2. valor

Os dados recolhidos constituem um valor para uma empresa. É a partir dos dados que nós capturamos as oportunidades e atraímos apoio aos processos de tomada de decisão, para que possam ter um grande impacto sobre a atividade, com mais dados em mãos, você tem mais informação disponível e é capaz de extrair valor.

No entanto, o grande volume de dados não é suficiente para garantir a “qualidade” dos dados. A precisão e a qualidade dos dados estão se tornando, assim, a chave para assegurar que os dados podem realmente “alimentar” novos insights, ideias e criar valor.

O aumento da marca posicionando-se como editora levou a uma explosão de conteúdo on-line. Quando você cria um conteúdo que dá números precisos, os números frescos em um tema relevante, está oferecendo conteúdo que pode trazer valor real para o usuário.

Communicate-Value_small-500x2001

3. Autoridade

Compartilhar e analisar de dados estabelece a autoridade de uma marca em relação a um tema. Se você pode liberar um relatório ou um infográfico que oferece uma nova visão sobre uma série de tendências-chave, você irá imediatamente se tornar especialistas nesse campo particular.

Para as empresas B2B, em particular, mostrar a experiência que é muitas vezes um dos objetivos principais de marketing de conteúdo.

rules

4. Aprendizagem

A capacidade de analisar dados hoje é importante para as empresas e muitas estão usando para orientar as decisões de negócios internos.

Mas quando você começa a compartilhar métricas externamente, você pode obter toda uma nova perspectiva, porque você vai ver como outras pessoas respondem e dão forma aos números, oferecendo uma nova perspectiva.

Learning-Management

5. Transparência

Numa altura em que os consumidores estão cada vez mais preocupados com a forma como as empresas coletam e usam dados pessoais, o conteúdo com base nos dados fornece uma maneira das pessoas verem como esta informação é utilizada na prática.

A transparência não só constrói confiança, mas ajuda a lidar com a maior preocupação em relação ao valor da informação divulgada. Muitas vezes temos a tendência de pensar que eles liberam seus dados sem receber nada em troca.

Os dados agregados, a fim de preservar a privacidade dos utilizadores individuais, permite aos clientes saberem como os dados são utilizados.

Melhorar a experiência do cliente através do big data

O Bi data também pode lhe dar uma visão sobre os padrões de compra dos usuários e comportamento online. Com este conhecimento, a marca pode se concentrar em melhorar a experiência do cliente.

Como alegado por Michael Abramow , Diretor de Estratégia e Insight da Oracle, no Japão e Ásia-Pacífico:

A qualidade da experiência do cliente pode ser melhorada se uma empresa pode responder rapidamente através dos canais apropriados para gerenciar as expectativas de seus clientes.

Usar dados significa maximizar as oportunidades para o envolvimento do cliente; acompanhar as tendências, a fim de melhorar a experiência do cliente e simplificar o processo de compra ou contato.

Realizar uma análise detalhada de grandes bases de dados, permite que as organizações inovem seus modelos de negócios para atender os desafios de um ambiente em constante mudança.

Em suma, a criação de conteúdo orientado a dados pode ser vital para o sucesso global de uma marca. A sugestão: Pense em dados. Crie conteúdo. Converta mais.

COMMENTS

WORDPRESS: 1
  • comment-avatar

    O Big Data é o futuro do marketing de conteúdo e da experiência do cliente? https://t.co/FNa605noAn | https://t.co/Vb7zvEks7a

  • DISQUS: