Persona, RPG e Marketing  de Conteúdo.

Persona, RPG e Marketing de Conteúdo.

A importância da Persona no Marketing de Conteúdo   Você consegue imaginar um bárbaro de 3 metros de altura, musculoso, com a barba exibindo pe

[Como] investir tempo em sua marca pessoal?
Como faço para validar uma ideia? Guia Passo a Passo
Tudo o que um gerente de marca deve saber sobre mídia social

A importância da Persona no Marketing de Conteúdo

 

Você consegue imaginar um bárbaro de 3 metros de altura, musculoso, com a barba exibindo pedaços de carne da sua caça matinal que virou refeição antes da batalha, de saia, jogando magia com uma varinha rosa?

Bom, nesse momento eu creio que a sua mente já tenha projetado essa imagem – bizarra – e, com certeza, não foi uma cena que fez muito sentido, certo?

E é exatamente nesse ponto que quero chegar, se a sua marca não conta uma história que faz sentido, é bom rever o conteúdo que produz.

De forma resumida, eu poderia dizer que se você não define a persona, ou as personas, antes na sua estratégia de conteúdo, pode ser dizer que você não sabe o que está fazendo. Ou vai realizar ações sem sentido o tempo todo. Bem similar a um jogo de RPG (Role-playing game). Continue lendo e já, já, você entende o porque da comparação.

Assim como a definição do seu personagem no jogo é importante para que você sobreviva a aventura, a definição da persona é essencial para que sua estratégia de conteúdo converse com o seu público certo e construa uma história que faça sentido. Que envolva os players.

Resumindo: a persona é o representante ideal do seu consumidor, ou de seus futuros consumidores. Ela deve fazer parte da história da sua marca.

Como a ideia aqui é descomplicar e explicar de forma mais direta sobre a definição das personas dentro da sua estratégia de conteúdo, vou dar algumas passos bem básicos de como inciar essa buscar pela persona ideal e que seja condizente que a linguagem e posicionamento da sua marca.

Uma pesquisa com seus clientes satisfeitos pode ser um ótimo início para entender melhor quem seria a persona, ou as personas, que vão conversar com a sua marca dentro da estratégia de conteúdo que você planejou. Levante, principalmente, atributos psicológicos, gostos pessoias, banda favorita, se gosta de futebol, hobbies e etc.

Depois de levantar alguns dados que você julga relevante, Imagine um personagem e conte uma história. Me colocando como objeto de estudo de mercado, o gosto pelo RPG como referência, por exemplo, seria uma caracteristica bastante peculiar da minha “persona”.

Pra finalizar, digamos que o sistema que você vai jogar é a sua marca e o seu posicionamento. A partir daí, você precisa conhecer o mundo que vai explorar, as regras e definir um objetivo na sua aventura; e esse objetivo é você quem constrói ao longo da jornada, com jogadas criadas através de tomadas de decisões.

Resumindo, quanto mais rica for a história do seu personagem (persona), melhor a sua história vai se desenvolver ao longo da sua estratégia de jogo. Não é só rolar dados, tem que saber por que você tá rolando eles.

E é exatamente assim que a persona se faz importante dentro da estratégia de conteúdo.

Texto originalmente publicado no meu LinkedIn.

 

 

COMMENTS

WORDPRESS: 1
DISQUS: