“A Arte nunca esquece”: vítimas da SAMARCO são retratadas com lama

“A Arte nunca esquece”: vítimas da SAMARCO são retratadas com lama

Acima você confere o vídeo case da campanha. No final do texto, as obras, pintadas com a lama. No dia 5 de novembro do ano passado (2015), o Brasil e

Marketing de conteúdo que parece feito sob medida: o efeito Barnum
Como verificar sua conta do Twitter passo a passo
4 objetivos que sua startup deve monitorar online

Acima você confere o vídeo case da campanha. No final do texto, as obras, pintadas com a lama.

No dia 5 de novembro do ano passado (2015), o Brasil e a Mineradora SAMARCO foram protagonistas de uma das maiores tragédias ambientais já vista no país. Uma barragem da SAMARCO, de 55 milhões de metros cúbicos de lama se rompeu tirando do mapa parte do município de Mariana, MG.

Uma tragédia que, por incrível que pareça, tem caído no esquecimento de muitos. Principalmente e nada surpreendente, dos políticos com mais facilidade. Famílias foram desabrigadas e vidas foram tiradas e levas pela lama da SAMARCO. É triste, mas a verdade é que por maior que seja o esforço para recuperar o meio ambiente e construir novos lares para os desabrigado, uma vida não se traz de volta por dinheiro nenhum. E a SAMARCO ainda teve a cara de pau de anunciar, apenas 3 meses depois da tragédia, em rede nacional, com a campanha “É bom olhar para todos os lados”. Falei um pouco mais sobre os valores de investimento da campanha, no JobCast #2

AlmapBBDO e a Panamericana Escola de Arte e Design, criam: “A Arte nunca esquece”

A partir da triste realidade, a Panamericana Escola de Arte e Design criou o projeto chamado “A Arte nunca esquece”, uma campanha com o objetivo de colocar em pauta, novamente, a tragédia ocorrida e arrecadar fundos para ajudar as vítimas, que até hoje sofrem as consequências.

A agência responsável pela campanha foi a AlmapBBDO, que convidou o artista plástico Marcelo Tolentino para visitar a cidade destruída pelo rompimento da barragem da SAMARCO e conhecer um pouco da história de quem perdeu tudo no acidente e sentir na pele o tamanho da desgraça ocorrida.

A lama da tragédia foi transformada em matéria prima para a pintura de quadros com a foto das vítimas, que foram registradas pelo fotógrafo Alex Takaki. Os retratos  estão expostos nas ruas de Brasília a céu aberto, perto do Congresso Nacional. Segundo André Gola, Diretor de Criação da AlmapBBDO, o objetivo da campanha não é atingir apenas a sociedade, mas principalmente os deputados, para que eles trabalhem em prol das vítimas do rompimento da barragem.  No site oficial da campanha “A Arte nunca esquece”, você pode, inclusive, enviar para os políticos.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: